Um presente: Plante uma árvore e colha um futuro

(Texto produzido para o Entre-Rios Jornal – Quinzenalmente, todas as quintas-feiras uma coluna nova sobre meio ambiente por inteiro – Acompanhe aqui! )

No dia 21 de setembro, próxima segunda-feira, vamos comemorar o dia da árvore, a data foi criada em função da véspera da primavera. É nesta estação que as árvores ficam repletas de folhas verdes e, em muitas delas, surgem lindas flores. Assim como nos lembramos da preciosidade dos nossos recursos naturais apenas em dias comemorativos, talvez lembraremos das nossas florestas neste dia, se caso o sol estiver forte e por alguma sombra tentarmos procurar. Se por acaso nós, enxergarmos nesse dia alguns focos de fumaça subindo as montanhas em beira de estrada, lembraremos que ali, poderia existir um ar mais puro, mais fresco e pássaros cantando, que agora junto com outros animais, tentam se afugentar em algum lugar seguro.

Tente imaginar que, sem vegetação nossos rios ficarão totalmente desprotegidos e mesmo que chova por dias seguidos vão ser carregados sedimentos pelas correntezas, o que provocará a turbidez da água, e um processo de um rio cada vez mais raso, dificultando a navegação, o fluxo das águas, a migração dos peixes e um rio vulnerável à transbordamentos em época de chuvas. Com um efeito ainda mais grave, a falta da vegetação provoca a seca completa de uma nascente.

Então, ligamos tudo isso a crise hídrica existente. Mas voltou a chover! A solução veio do céu, assim como esperado. Será que estamos preparados para tanta água se por ventura a solução cair literalmente lá de cima?

Tivemos um bom tempo para se pensar e projetar soluções de planejamento urbano, tanto para a melhoria do saneamento básico, tratamento das águas, quanto para soluções energéticas mais viáveis. Tivemos algum tempo para nos assustar também, foi um susto que veio do bolso, que talvez nos fez repensar que lavar a calçada com mangueira é desperdiçar um bem muito precioso. Repensar soluções, mas que tipo de soluções foram repensadas? As de práticas individuais? O discurso do “faça a sua parte” e tire sua responsabilidade sobre o todo?

Existem muitas perguntas sem respostas. E se muitas vezes não vemos a necessidade de questioná-las é porque talvez precisamos muito mais que um dia comemorativo, como o dia da árvore, para lembrar que todos os problemas ambientais são sistêmicos dentro de uma sociedade cada vez mais preparada para o consumo onde não se questiona ações e muito menos consequências para o mundo que vivemos.

Um dia da árvore deveria nos envolver para uma situação cada vez mais alarmante onde nós, seres políticos e com responsabilidade social, vemos muita água escorrer pelas nossas mãos e que situações como deslizamento de encostas, enchentes ou até de secas extremas, podem nos envolver em uma disputa por bens naturais, e quem vencerá essa batalha? Que as nossas mudas brotem em solos férteis mais do que esperança, um desejo de mudança, por um lugar onde podemos enxergar com muito mais cuidado para tudo aquilo que nos cerca.

Tres Rios - vegetacao

(Fim de tarde – Três Rios/RJ)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s